IPO (Reprodução Forbes)

Compartilhe esse Artigo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Uma oferta pública inicial, ou IPO, é quando uma empresa privada se torna uma empresa pública, oferecendo ações em uma bolsa de valores, como a Bolsa de Valores brasileira (B3).

As empresas privadas abrem o capital por uma série de razões: maximizar o valor para o acionista; fornecer liquidez a investidores e funcionários; levantamento de capital para reinvestir e expandir os negócios; e usar ações como moeda para fusões e aquisições.

Esse processo, pela qual empresas privadas, muitas vezes startups, oferecem ações ao público pela primeira vez, apresenta uma oportunidade única que pode gerar retornos massivos para investidores individuais. Na verdade, não é incomum ver uma ação IPO estourar mais de 100% em seu primeiro dia de negociação.

Cuidados ao investir em IPOs

Se você está pensando em participar de um IPO, deve estar ciente de que eles estão entre os movimentos mais arriscados que você pode fazer como investidor. Isso não é necessariamente algo ruim.

Afinal, você negociar antes de as ações começarem a ser negociadas no mercado, oferece a oportunidade de maximizar o retorno sobre uma ação individual, já que algumas ações nunca caem para o preço do IPO.

Em contrapartida essas ações podem ter um desempenho inferior porque ainda precisam ser testadas no mercado de ações. Como os IPO costumam ser de empresas novas, significa que já são mais arriscadas do que uma ação de uma empresa bem estabilizada.

Considerando o alto nível de risco envolvido em ações de IPO, elas são mais adequadas para investidores com tolerâncias de alto risco e visão de longo prazo. Eles não são apropriados, por exemplo, para um aposentado que procura viver de renda de alugueis ou de dividendos.

Outra diferença entre comprar um IPO e comprar uma ação que já está sendo negociada nos mercados públicos é não saber o preço do IPO antes de oferecer a compra, mesmo que você possa definir uma ordem de limite.

Embora os subscritores ou o banco de investimento que lida com a emissão geralmente decidam sobre uma faixa de preço para o IPO com a empresa, o preço final da oferta geralmente não é decidido até a noite anterior ao início da negociação das ações. Dependendo da demanda de investidores institucionais, o preço do IPO pode ser maior ou menor do que a faixa inicial fornecida.

Se você decidir comprar ações em um IPO, você deve estudar o relatório enviado a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que fornece informações detalhadas sobre a empresa, incluindo resultados financeiros, oportunidades de crescimento, ampliações etc. Pois somente desta forma você poderá fazer uma boa avaliação se deve ou não investir nessa oferta, sem ir atrás dos especuladores do mercado financeiro.

Inscreva-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todo o nosso conteúdo com os melhores do mercado!

Artigos relacionados

crescimento do emprego nos EUA desacelera (Reprodução Reuters)
Economia

Criação de vagas de emprego nos EUA desacelera

Conforme os dados de emprego divulgado nesta sexta-feira (3), a criação de novas vagas de emprego nos EUA desacelerou consideravelmente em novembro, em meio a

O Ticker 11 é o seu portal de informações sobre investimentos para aprender mais e acompanhar o mercado da melhor forma.

Faça parte do nosso grupo!

Entre para o nosso canal de Fundos Imobiliários no Telegram! São notícias diárias e links especiais sobre Fatos Relevantes, Relatórios Gerenciais e muito mais conteúdo sobre FIIs. Tudo para você ficar por dentro de todas oportunidades.

Fale conosco:

Estamos aqui para lhe ajudar! Fique à vontade e nos envie uma mensagem!

Economize tempo e dinheiro investindo com a Ticker 11!

Nossos especialistas acompanharão o mercado pra você e trarão as melhor oportunidades em um relatório semanal com carteira recomendada de alta performance!